O QUE VOCÊ PROCURA?

25 de maio de 2017 às 18h07

“A saída é o voto livre e direto de todos os brasileiros

Autor: Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais


1. Fartamente comprovadas, as denúncias de corrupção que agravaram a crise política nos últimos dias deixaram a nu as entranhas do golpe comandado pelo presidente ilegítimo Michael Temer e pelo seu avalista, o senador afastado Aécio Neves, contra a democracia e o povo brasileiro. Para derrubar o governo da Presidenta Dilma e implementar uma agenda contra os interesses dos trabalhadores, as forças golpistas se valeram de toda sorte de propinas, compra de silêncios, fisiologismos e de malversações do dinheiro público, com o fim único e exclusivo de atender as demandas do mercado, do grande capital e do sistema financeiro.

 

2. Embora só agora as práticas criminosas do ex-governador Aécio Neves estejam se desnudado por inteiro ao País, há muito tempo os mineiros já advertiam a sociedade brasileira sobre a sua verdadeira face. Da pirotecnia marqueteira do choque de (in) gestão ao amordaçamento da imprensa, das obras faraônicas à corrupção em Furnas e na Cidade Administrativa, os 12 anos de desgovernos tucanos em Minas Gerais deixaram um rastro de heranças malditas, felizmente interrompido com a eleição do governador Fernando Pimentel em 2014.

 

3. Por isso, ao deixar a nu as entranhas do golpe, as denúncias de corrupção com provas que atingiram Temer, Aécio e aliados revelaram também que não há saída para a grave crise política se não a democrática, por meio do voto soberano, livre e direto de todos os brasileiros. Afinal, com o afastamento do presidente ilegítimo, qualquer tentativa de impor soluções sem novas eleições presidenciais diretas representará a continuidade do golpe contra a democracia. Do mesmo modo, não haverá saída para a crise se não forem retiradas da pauta as “reformas” antissociais e contra os trabalhadores impostas pelo governo golpista, sobretudo a da Previdência e a trabalhista.

 

4. Diante disso, o PTMG conclama a militância a se engajar ativamente na organização das mobilizações convocadas pela Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo, por meio dos coletivos setoriais, da juventude e de mulheres, entre outros, e de ações em rede nas mídias sociais e alternativas.

 

5. O PTMG reforça a orientação da Bancada Federal para que nossos deputados e deputadas atuem em obstrução a qualquer matéria legislativa no âmbito do Congresso Nacional, que não se atenham as propostas de emenda à Constituição que garanta a realização de eleições diretas para Presidente da República. Intensificaremos nossa presença e mobilização nas ruas de Minas e o Brasil, em consonância comas forças progressistas e democráticas para derrubada a agenda de reformas antipopulares, fruto de um governo golpista, corrupto e ilegítimo. Exigindo que o poder seja devolvido aos braços de seu verdadeiro dono, o povo brasileiro.

 

Belo Horizonte, 22 de maio de 2017.

Seja o primeiro a comentar! Print Friendly Version of this pagePrint Get a PDF version of this webpagePDF

  • COMENTÁRIOS:

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *